Home Feelings Workshop

Feelings Workshop

Entendendo a depressão e o seu impacto nos relacionamentos

 

A depressão atinge toda a família. Todo indivíduo experimenta sentimentos tristes ou melancólicos pelo menos uma única vez – o que é normal em algum momento da vida. A tristeza ou os sentimentos negativos, que tornam o dia-o-dia mais difícil, podem representar uma doença chamada depressão.

A depressão pode causar sofrimento real tanto para o indivíduo afetado quanto para todos os membros de sua família e outros entes queridos. Quando alguém está deprimido pode achar difícil ir para o trabalho, realizar as tarefas diárias e até mesmo sair da cama. Algumas vezes, o indivíduo deprimido também acha difícil dar o primeiro passo em busca de ajuda. Freqüentemente, as pessoas que amam o indivíduo que sofre de depressão são “vítimas ocultas”, pois o impacto da doença em suas vidas é esquecido ou subestimado. As pessoas deprimidas podem apresentar sentimentos de frustração, culpa e raiva em relação às pessoas amadas, que podem magoar-se com os problemas do indivíduo deprimido ou Ter dificuldades em entender sua causa. Estes sentimentos são normais, mas existem formas saudáveis de lidar com eles. Felizmente a depressão é uma condição médica tratável e conhecer bem esta desordem e seu tratamento irá ajudá-lo.

 

Reconhecendo a Depressão
“Os Sintomas podem ser, algumas vezes, surpreendentes

A depressão afeta o humor do indivíduo, a sua forma de ver o mundo e até mesmo algumas funções do corpo, como o sono e a alimentação ou o vigor. A pessoa deprimida quase sempre está triste ou preocupada e geralmente está ansiosa ou irritada. Muitas pessoas com depressão também apresentam a auto-estima diminuída e pensamentos negativos (em outras palavras, geralmente pensam “Não posso fazer isto” ou “isto não vai dar certo”).

A depressão apresenta muitos sintomas diferentes – alguns são fáceis de reconhecer e outros, mais difíceis. O primeiro sinal de depressão geralmente é uma mudança no comportamento habitual – por exemplo, a pessoa pode tornar-se irritada e começar a apresentar problemas com o sono ou apetite.

 

Os sintomas comuns de depressão incluem:
  • Sentimentos tristes e melancólico;
  • Perda do interesse por atividades consideradas agradáveis anteriormente (como sexo ou outras atividades);
  • Perda do apetite e peso (ou, algumas vezes, ganho de peso);
  • Dificuldade para dormir ou excesso de sono;
  • Agitação ou retardo psicomotor;
  • Sentimento de cansaço ou indisposição;
  • Sentimentos de inferioridade ou culpa;
  • Dificuldade de concentração, organização do pensamento, memória ou para tomar decisões;
  • Pensamento de morte ou suicídio
    Oficina do Sentimento ( Antigo Sos Depressão – Grupo de apoio para Depressão )

Depressão é a aflição emocional esmagadora de sentir-se sem esperança, sem propósito de vida, com a perspectiva de um futuro sombrio e com a incapacidade de lidar com as demandas da vida.

Se você se sente assim, provavelmente, está vivenciando um estado de depressão.

Ninguém com depressão precisa se sentir sozinho. Nos grupos de auto-ajuda as pessoas com depressão e aqueles que se preocupam com elas podem compartilhar as suas experiências, discutir sobre técnicas para superar o problema e oferecer esperança uns aos outros.

Os grupos de auto-ajuda também ajudam as pessoas com depressão a seguir o seu plano de tratamento e ajudam-nas a compreender que um transtorno de humor não define quem elas são. Além disso, os grupos de auto-ajuda organizam um fórum para a aceitação mútua, a compreensão e a auto-descoberta. Mas é importante lembrar-se de que os grupos de auto-ajuda não são um substituto para o cuidado profissional. A maioria dos grupos de auto-ajuda não apóia nem recomenda o uso de qualquer tratamento ou medicamento específico.

  A reunião da “Oficina do Sentimento” acontece toda 2ª terça-feira do mês às 20:00 horas  

Responsavel: Yonara Rocha

Contato:

Email:

Phone: 561-504-9374

 

ALGUÉM CONTIGO

Nunca estarás a sós.

Ante a névoa das lágrimas, quando a incompreensão de outrem te agite os sentimentos, lembra-te de alguém que sempre te oferece entendimento e conforto.

Ante a deserção de pessoas queridas, quando mais necessitavas de presença e segurança, pensa nesse benfeitor oculto que jamais te abandona.

Ante as ameaças do desânimo, nos obstáculos para a concretização de tuas esperanças mais belas, considera o amparo desse amigo certo que, em tempo algum, te recusa bom ânimo.

Ante a queda iminente na irritação, capaz de induzir-te à delinqüência, refugia-te no clima desse doador de serenidade que te guarda o coração nas bênçãos da paz.

Ante as sugestões do desequilíbrio emotivo, suscetíveis de te impulsionarem a esquecer encargos que assumiste, reflete no mentor abnegado que jamais te nega defesa, para que usufruas a tranqüilidade de consciência.

Ante prejuízos, muitas vezes causados por amigos aos quais empenhaste generosidade e confiança, medita nesse protetor magnânimo que nunca te desampara e que promove, em teu favor, sempre que necessário, os recursos preciosos à recuperação de que careças.

Ante acusações daqueles que se te fazem adversários gratuitos, amargurando-te os dias, eleva-te em pensamento ao instrutor infatigável que sempre te convida à tolerância e ao perdão.

Ante as crises da existência que te surgiram revolta e desespero, recorda o mestre da paciência que te resguarda constantemente na certeza de que não há problemas sem solução para quem trabalha e serve para o bem sem perder a esperança.

Ante os desgostos e contratempos que te sejam impostos pelos entes amados, não te emaranhes no cipoal das afeições possessivas, refletindo no companheiro que te ama desinteressadamente muito antes que te decidisses a conhecê-lo.

E quando perguntares quem será esse alguém que nunca te desampara e que te garante a vida, em nome de Deus, deixa que os teus ouvidos se recolham aos recessos da própria alma e escutarás o coração a dizer-te na intimidade da consciência que esse alguém é Jesus.

  Extraído do livro “Algo Mais”, psicografia de Francisco Cândido Xavier, pelo Espírito Emmanuel  

en_USEnglish
pt_BRPortuguês do Brasil en_USEnglish